Station Select!

Opa! Final de semana agitado esse! Domingo em Curitiba fazendo a segunda fase do vestibular da UFPR (logo teremos um calouro da Geologia aqui no Station Square ;D), comprando o primeiro All-Star da minha vida (lol!) e encontrando pessoas. Ou melhor, encontrando a Botan e o macho dela. =D

Quem a conhece sabe a figura que ela é! E sabe que nós temos um pequeno vício em comum…

Pump it Up NX

Ah, rapaz! Como fazia tempo que eu não subia em uma dessas máquinas bizarras! Já se foi o meu tempo de Pumper, óbvio; faz anos que eu não saio de casa simplesmente pra encontrar uma turma e passar a tarde suando grosso e treinando manobras mirabolantes pra chegar em casa quebrado e morto de cansaço. E faz anos que eu não gasto quase dez reais em fichas numa só tarde. É, a gente cresce, arruma novos hobbies, se cansa um pouco das coisas… e vira “Pumper casual”. Haha!

Mas é impossível passar na frente de uma dessas máquinas e não sentir uma coceira, uma vontade de dar pelo menos uma jogadinha… nem que seja só pra fazer de novo aquelas manobras na Funky Tonight e despertar comentários da “platéia” ou descobrir alguma música nova, ainda mais quando você é caipira e na sua cidade a versão mais recente da Pump é a Exceed 2. Não que isso mude muito, mas…

“Dois pila a ficha… tá, pra dançar a mesma coisa de sempre…” pensei. Pelo menos eu tinha a Botan como companhia e é sempre legal dançar com ela (que se empolga, torce e dá palpite de músicas). =D
Comecei. Como dançava na versão “nova” da Pump (Pump it Up NX), o que eu queria era uma música nova e diferente para freestyle (que no meu tempo era ‘double‘), já que é praticamente só isso o que muda de versão pra versão. “Dança essa aqui” disse ela.

T.O. – Footprints: uma música coreana aleatória, como quase todas no Pump it Up. E puta merda, ela empolga DEMAIS! Os passos são tranquilos e o ritmo é muito fácil, dá vontade MESMO de dançar. A desgraçada da música tá na minha cabeça até agora! Huhuhu, já tava animado e peguei uma tal de “Enter the Dragon”, que parecia um pouco mais com música de “mano”. Ótima também. Fora algumas outras (dancei duas fichas nesse dia, fazia tempo!) muito boas e que eu nunca tinha visto antes… e as velhas manobras de Funky Tonight. Foi legal pra matar saudades, me diverti pra caramba. HAHAHA!

Pump it Up ainda é um arcade bacana pra se jogar de vez em quando, viu…
Como eu disse no meu primeiro post, comparando Pump com Guitar Hero, é um jogo que não muda praticamente nada de versão pra versão…

…e continua legal pra cacete.

7 respostas para Station Select!

  1. Ontem mesmo quase que eu joguei uma partida HAHAHAH
    De vez em quando faz falta, mas acho que o que empolgava de verdade é aquela galera que ficava fazendo fila pra jogar, cambada conversando e falando besteira, acompanhando.
    Sem contar o refri geladinho depois que todo mundo ficava quase morto de tanto jogar.

    Bons tempos. E sim, mesmo que seja mais do mesmo, ainda é divertido =D

  2. Sardo disse:

    Hahahaha, eu ainda arrisco uma ficha de vez em quando.
    Mas o suor é foda.

    Ir pro shopping suar e ficar por lá, já é meio complicado. Me sindo desconfortável pacas.
    Mãs, fazer o que.

    Quem tá na chuva, se molha.🙂

  3. Arthas disse:

    É verdade… passou o tempo em que a gente ficava tentando um monte só pra passar determinadas músicas (Slam, Crazy Trash, etc) ou fazer uma coreografia nova… são coisas que não dá pra esquecer, ou entender… como a gente conseguia ficar suado daquele jeito e não dar bola?😄

  4. Rodrigo disse:

    Foi jogando Pump há um mês atrás que eu percebi como estou velho. Ou fora de forma. Ou os dois. Só sei que ao terminar a terceira música estava completamente destroçado e minhas pernas não respondiam mais direito. Acho que falhei, por sinal. Se bem que eu joguei após dois copões de 700 ml de chopp, então talvez isso tenha influenciado um bocadão ;P

    Mas é, cara… velhos tempos que não voltam mais. Hoje eu não gastaria tardes jogando, foi bom naquela época e naquela época essas memórias devem ficar. Putz, que piegas.
    Talvez se a galera alugar um pump eu jogue bastante, mas nem rola mais ficar me expondo assim pra sociedade ;P Eu sei que isso que eu disse foi tosco, mas hoje eu trabalho e vou à faculdade. Uma atividade tão “bizarra” (aos olhos dos transeuntes) como o pump pode vir a se tornar motivo de chacotas no trabalho. Eu sei, eu não deveria me importar com isso, mas fazer o quê. Eu não me importaria, mas as pessoas são cruéis.

    AH, QUE SAUDADES DOS TEMPOS DE COLÉGIO!

  5. Eddie disse:

    Puta merda, se foram mesmo aqueles tempos. Como o Sardo tbm odeio ficar encharcado de suor.

    Mas meu, de vez em quando ainda da uma baita vontade de comprar uma ficha e se matar no pad.

    Tudo que eu ja não era la grandes coisas e nem sequer aprendi a fazer manobras.Mas puta merda, aquilo era viciante.

    As ultimas vezes que joguei senti legal como to enferrujado, mal consegui terminar a 2ª musica, quando chegou a 3ª eu mal conseguia fazer direito.

    Those were the days.

  6. Eu sempre quis brincar numa pump dessas, mas minha falta de habilidade e excesso de vergonha nunca permitiram. Talvez seja pq o menino que trabalha comigo seja campeão dessa coisa….Fazer o que? U.U’

  7. […] afinal, eu já sabia mesmo. =P Tá, não me batam! […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: